| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Magos e Druidas
Desde: 09/02/2005      Publicadas: 44      Atualização: 14/03/2005

Capa |  Bruxos e Bruxas  |  Fadas  |  Fale Conosco  |  Gnomos  |  Magos  |  Meditações  |  Reflexões


 Magos

  16/02/2005
  0 comentário(s)


"O Espelho Mágico"

Condensadores Fluídicos para Espelhos Mágicos No próximo grau descreverei a autêntica magia dos espelhos, ou seja, a prática com o espelho mágico; é por isso que o mago deve saber...

<font face="O Espelho Mágico"">O espelho mágico Condensadores Fluídicos para Espelhos Mágicos No próximo grau descreverei a autêntica magia dos espelhos, ou seja, a prática com o espelho mágico; é por isso que o mago deve saber fazer ele mesmo um espelho mágico desse tipo. Para isso ele precisará de um condensador fluídico sólido, feito a partir de sete metais, que são: Chumbo ................................................ uma parte. Zinco ................................................... uma parte. Ferro ................................................... uma parte. Ouro .................................................... uma parte. Cobre ................................................... uma parte. Latão ................................................... uma parte. Prata ................................................... uma parte. Resina de Aloe (Gummiresina aloe) ............. uma parte. Carvão animal (Carbo animalia) ................. três partes. Carvão de pedra .................................... sete partes. As partes aqui indicadas não se referem ao peso, mas à medida. Se pegarmos, por exemplo, um centímetro cúbico de chumbo, então devemos pegar também um centímetro cúbico de cada um dos outros metais; o mesmo vale para a Aloe a os dois tipos de carvão. Todos os ingredientes devem ser pulverizados. Os metais mais macios como chumbo a zinco podem ser pulverizados usando-se uma lima grossa (a assim chamada limalha) a para os metais mais duros podemos usar uma lima fina. A resina de Aloe pode ser triturada num almofariz, caso ela já não venha em forma de pó. Devemos proceder da mesma forma com os dois tipos de carvão. Ao juntar todos os ingredientes devemos misturá-los bem; essa mistura na verdade já é o próprio condensador fluídico sólido. O "Elektro-Magicum" dos antigos magos a alquimistas também nada mais é do que um fantástico condensador fluídico, composto de: 30 gramas de Ouro. 30 gramas de Prata. 15 gramas de Cobre. 6 gramas de Zinco. 5 gramas de Chumbo. 3 gramas de Ferro. 15 gramas de Mercúrio. Como podemos ver, todos os metais planetários estão aqui representados. A liga desses metais servia para a fabricação de espelhos, sinos, a outros objetos mágicos. Os condensadores fluídicos sólidos por mim recomendados também são ótimos e confiáveis a foram testados muitas vezes. Preparação de espelhos mágicos Existem dois tipos de espelhos mágicos - os planos a os côncavos. Para ambos poderemos usar espelhos normais, pintados com amálgama de prata ou verniz preto a cobertos depois com condensadores fluídicos líquidos ou sólidos. São justamente esses últimos que têm um valor especial para nossa prática mágica, e através de alguns exemplos descreverei como você poderá fazê-los. 1. Para o espelho mágico mais simples, feito com um único condensador, basta a superfície de um espelho ou de uma vasilha, de preferência de vidro, sobre a qual passamos o condensador fluídico líquido ou sólido. 2. Corte um círculo de papelão com o diâmetro de 20 a 50 centímetros, conforme o tamanho do espelho mágico que você pretende fazer. Depois, corte outro círculo do mesmo tamanho, em papel mata-borrão ou papel de filtro, mergulhe-o no condensador fluídico ou passe este último nele, em várias camadas, com um pincel fino ou um chumaço de algodão, até que fique bem impregnado. Deixe secar bem. Cole esse círculo de papel mata-borrão ou de papel-filtro sobre o primeiro, de papelão, deixe secar, e o espelho estará pronto para ser usado. Um espelho tão simples com certeza poderá ser feito por qualquer pessoa. Quem não gostar da forma circular, poderá escolher uma forma oval ou quadrada. Se você quiser, poderá também emoldurar o espelho. O condensador fluídico a ser usado nesse caso poderá ser o de tipo simples, mas recomenda-se o use do condensador fluídico composto. 3. No terceiro método o processo é o mesmo, só que a superfície do papel mata-borrão ou papel-filtro deverá ser pintada com uma camada bem fina de verniz incolor, sobre a qual será pulverizado o condensador fluídico sólido (em pó), através de uma peneira. Esse espelho, que logo depois de seco já poderá ser usa- do, é o melhor espelho mágico plano que se pode imaginar, pois contém ambos os condensadores fluídicos e é especialmente adequado para o use prático. 4. A preparação de um espelho parabólico ou côncavo também não é complicada. Em uma fábrica de vidro ou uma relojoaria especial você poderá obter um vidro côncavo, como aqueles usados em grandes relógios de parede. Uma tampa de panela, côncava, também poderá servir. Na parte convexa externa deverá ser passado álcool preto ou nitro-verniz - verniz conservado em acetona - que seca rapidamente. Se você quiser usar o espelho para a vidência ótica, basta mandar enquadrá-lo numa moldura de madeira preta, então ele estará pronto para o uso. Porém se você ainda quiser cobrí-lo com um condensador fluídico, então passe uma fina camada de um bom verniz incolor na sua parte interna, espalhe o condensador fluídico sólido (em pó) com uma peneira fina a deixe secar. 5. Quem quiser fazer um espelho mágico côncavo a não conseguir obter um vidro côncavo, poderá usar, ao invés de vidro, um pedaço de madeira escavada ou um papelão, que depois de umedecido poderá ser facilmente moldado. Um espelho côncavo simples, barato a fácil de fazer, é aquele que você mesmo molda, com argila, gesso, etc. Misture o gesso ou a argila amarela com um condensador fluídico líquido até formar uma massa compacta, em ponto de modelar. Com as mãos modele o espelho desejado a depois deixe-o secar lentamente para que não surjam rachaduras. Mas se elas ocorrerem, passe mais um pouco de argila umedecida sobre elas a deixe a fôrma secar novamente. Quando a fôrma do espelho estiver pronta, você deverá polí-la bem com vidro ou lixa de papel, para que não permaneçam irregularidades na sua superfície. Na superfície côncava do espelho deverá ser passada uma camada fina de verniz incolor, sobre a qual será espalhado o condensador fluídico sólido (em pó), pulverizado através de uma peneira fina. Deixe tudo secar bem. A moldura, caso você tenha feito uma junto à parte de trás da fôrma, deverá ser pintada com verniz de álcool ou nitroverniz. O espelho está pronto para ser usado. Um espelho desse tipo, de argila ou gesso, é até mais eficaz do ponto de vista mágico do que um de vidro, pois contém dois condensadores fluídicos eficazes, o sólido e o líquido. O condensador fluídico líquido está contido na argila e o sólido na superfície do espelho. A única desvantagem é que, em comparação com os outros, esse espelho é pesado a quebra facilmente. Se restar um pouco de condensador fluídico sólido depois da preparação do espelho, guarde-o bem, pois poderá ser usado no futuro para outros fins, como por exemplo, para fazer uma varinha mágica, de um galho de sabugueiro de cerca de 30 a 50 centímetros de comprimento. No sentido longitudinal é feita uma pequena perfuração na varinha para a introdução do condensador fluídico sólido. Depois a varinha é tampada a selada, a carregada magicamente para diversas operações de magia, como a transposição de desejos a seres vivos ou outros seres, encantamentos diversos, etc. O uso de espelhos mágicos para propósitos de magia ritual tem sido, até agora, pouquíssimo recomendado nos livros de magia, desde que somente um número muito limitado de iniciados tem estado familiarizados com a correta aplicação dos condensadores fluídicos com respeito aos espelhos, e estes iniciados mantiveram isto em grande segredo. O espelho mágico é um auxiliar mágico que não é absolutamente necessário, mas o mago sempre irá apreciar como um bom suporte ao seu trabalho, especialmente quando operando com poderes ou seres de inteligência menor. Em alguns casos o espelho mágico pode inclusive substituir o triângulo mágico. Um espelho mágico preparado com um condensador fluídico é de grande vantagem, mas se o mago não tiver tal condensador ele poderá ter sucesso sem ele; ou seja, um espelho ótico mágico será suficiente. Eu dei uma completa descrição do uso de espelhos mágicos no capítulo anterior, conseqüentemente eu somente devo dizer algo sobre o próposito em que o espelho mágico é servir em conexão com evocações e em que modo possam facilitar aquele trabalho. Em magia ritual pode ser utilizado para os seguintes propósitos: 1. Para entrar em contato com poderes e seres e faze-los visíveis. Por este propósito, o espelho mágico é tanto colocado no triângulo, ou o que seria inclusive mais vantajoso, fixado na ponta superior do triângulo, em seu exterior. A carga ou impregnação do espelho com o poder desejado vem a seguir. Empregando sua imaginação você deve concentrar seu desejo para o propósito pensado no poder condensado - volt antes da atual evocação. 2. O espelho mágico, em segundo lugar, pode ser usado para impregnação do espaço em cujo caso a dinâmica necessária será automaticamente preservada durante o completo período da evocação sem que o mago precise prestar atenção a ele, assim sendo apto a concentrar-se totalmente nas outras fases de seu ritual, por exemplo, na materialização ou na clarividência. Em tal caso o espelho deve ser colocado em um canto da sala, assim sua influência irá trabalhar em todo espaço da operação mágica relevante. 3. O espelho deve ser empregado como uma força magnética para atrair o ser que está para ser evocado. Para efetuar isto a superfície do espelho deve ser carregada com condensador fluídico em fronte da direção na qual deva operar. O espelho tem então de ser colocado no centro do triângulo ou ao topo de sua ponta superior. 4. Adicionalmente, o espelho mágico pode ser usado como um acumulador ou condensador - assim muito poder qualitativo e quantitativo pode ser acumulado para permitir ao ser evocado trazer à tona o efeito desejado. Não importa se, neste caso, o ser é transformado pelo auxílio do poder condensado em uma forma visível ou se algum outro resultado ou efeito é pretendido. Tudo isto realmente depende no que um mago deseja alcançar. 5. Além disso, o espelho mágico pode substituir um telefone. Para este propósito o condensador fluídico pode ser carregado com o Akasha e um estado sem espaço nem tempo tem de ser criado pela força da concentração. A evocação então tem que ser falada no espelho. O espelho mágico assim torna-se um canal astral de comunicação. Não somente é este o método do mago para chamar perante ele um certo ser ou poder; o ser por sí só é capaz de falar ao mago através do espelho. O mago pode então às vezes ouvir a voz do ser não somente mentalmente ou astralmente, mas também fisicamente, como se ele estivesse falando através de um alto-falante. Em princípio estará, entretanto, sobre o mago escolher a esfera na qual o espelho deva operar. Um espelho carregado para o mundo físico tornará possível para pessoas não treinadas em magia ouvirem a voz de um espírito. Claro, dois magos, igualmente bem treinados podem, se eles escolherem, conversar um com o outro através de grandes distâncias - não somente astralmente e mentalmente, mas também fisicamente - através deste método do espelho, e eles irão ouvir, se assim eles desejarem, cada palavra através de suas orelhas físicas. 6. Ainda há um outro propósito do espelho servir em magia ritual: para proteção contra influências não desejadas. A condensação de luz geralmente traz isto à tona. Quando carregando o espelho o mago tem que concentrar em seu desejo de manter longe todas influências não desejadas. O poder de radição de um espelho carregado deste modo pode ser grande o suficiente para prevenir qualquer larva, fantasma, etc. de aproximar-se do espaço no qual o mago está operando; Elas não devem, sob nenhuma circunstâncias que sejam, penetrar neste espaço. Assim neste caso o espelho tem que ser colocado de modo a erradiar toda sala ou espaço aonde a importante operação mágica é executada. Em geral, o mago terá seu espelho servindo somente a um único propósito. Ele irá somente aplicá-lo para aquele tipo de problema que parece a ele o mais difícil. Em magia cerimonial, o mago pode, se ele quiser, usar mais de um espelho mágico como um auxiliar mágico, de modo a alcançar seus objetivos e facilitar seu trabalho.
  Autor:   Mago Dhar


  Mais notícias da seção textos no caderno Magos
21/02/2005 - textos - "A Política e a Nova Era ( para ser discutido)"
A Nova Ordem Mundial estabelece normas em todos os seguimentos da sociedade, a influência se faz sentir na política, na educação, na religião e etc. O mundo está........
16/02/2005 - textos - "O bastão magico"
O auxiliar mais importante na magia ritual é......
12/02/2005 - textos - "Mensagem da Deusa Mãe"
O relato no texto é um testemunho vivo de uma pessoa que teve um encontro em espírito com a GRANDE MÃE......
12/02/2005 - textos - "A Grande Fraternidade Branca"
Informações necessárias sobre o que é e por quem é constituída esta fraternidade espiritual de luz e amor....



Capa |  Bruxos e Bruxas  |  Fadas  |  Fale Conosco  |  Gnomos  |  Magos  |  Meditações  |  Reflexões
Busca em

  
44 Notícias